quarta-feira, abril 05, 2006

É pena
Que não sejas tu quem corrige
O meu traço inseguro
Neste esboço de nós mesmos
Que, a custo,
tento sozinha

2 comentários:

Baltico 2006 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
PURE-POISON disse...

AMEI!!! Inscrevi-me no blogger so para poder deixar meu comentário!!
Amei demais este poema!!
Parabéns e obrigado pelo seu comentário no meu site.

Beijos,

Antonio Jose ( poison )
www.patati-patata.zbit.pt/devaneios